Experiência missionária de Vanessa Leccese

Menos onze… e pensar que irmã Marisa tinha começado com menos quarenta, para lembrar o período da Quaresma e minha amiga Sara, que está resignada faz tempo, me disse:

“Estou pronta para a alternância de felicidade e tristeza que irá acompanhá-la até o fim dessa experiência”.

Menos onze… com a agenda cheia de coisas para fazer antes de viajar e as coisas a serem feitas quando chegar na Itália.

Menos onze … consciente de que serão dias cheios de abraços e lágrimas; lágrimas de alegria pela grande benção de ter encontrado tantas pessoas maravilhosas e lágrimas de alegria porque não há melhor coisa que abraçar novamente as pessoas que amamos e que há dois anos estão tão longe.

Como é bom acreditar nos sinais de Deus, saber que nada acontece por acaso, apenas cercar-se com as pessoas certas e tudo será perfeito.

Estes últimos meses têm alternado com diferentes atividades: a missão diocesana em Itaetè, uma cidade não muito longe de Nova Redenção, que nos acolheu, durante uma semana, visitamos as famílias, compartilhamos com elas as dificuldades e as pequenas realizações do dia à dia. A visita de padre Pedro, novo diretor do centro missionário que conheceu a realidade em que vivo, os seus olhos novos, que viram as grandes diferenças, não acostumados com essa realidade (e eu digo isso de forma positiva, quem chega pela primeira vez sempre tem um olhar mais atento).

Depois houve a experiência dos campistas, 16 no total, das quais duas meninas passaram 10 dias aqui em Redenção; foi uma experiência importante, não só para elas: estar em contato com jovens que estavam na Itália até alguns dias atrás, ajudou-me a começar a voltar à realidade italiana, que inevitavelmente mudou nesses dois anos, como eu também mudei.

E depois outro mês de emoções com a companhia da minha prima Michela. Compartilhar seu mundo tão diferente com alguém da sua família é um presente maravilhoso. Minha tia irmã Maria Paola, já tinha me falado, depois que morei com ela em 2008 em São Paulo e eu confirmou-a hoje em voz alta: poder andar pelas rua de uma cidade que não é a sua e ainda se sentir em casa, porque ao seu lado estão olhos que fazem parte de você.

Apresentar todas as pessoas que fazem parte da minha vida e me deixam feliz, mostrar pra ela que, apesar da distância e da saudade que bate, aqui estou bem porque as pessoas que estão ao meu redor são maravilhosas. Que a vida nem sempre é fácil, mas é a força para-se levantar que faz tudo melhor.

 

E este último mês cheio de eventos: a gincana bíblica missionária, 100 jovens de todas as idades, de diferentes cidades que experimentaram momentos de diversão, colaboração e fé. Organizar tudo não foi fácil, o cansaço não foi pouco, mas valeu a pena !! A alegria nos olhos de um menino que vai fazer a primeira comunhão que ganhou uma bíblia; Antonio, um homem com problemas psíquicos que durante uma das provas da gincana, enquanto foi perguntado a uma garota quem é o padroeiro da nossa cidade sugeriu a resposta “São Sebastião”! As mulheres que desde o dia antes se alternaram na cozinha para preparar a comida para todos. E eu poderia continuar e continuar…

No próximo sábado 14 pessoas, das quais 4 fazem parte do grupo jovens, vão se crismar e no outro sábado haverão batismos.

A vida não para, o mundo continua; no dia 21 de outubro, em Reggio Emilia, haverá a missa de envio para os novos missionários e o mandato de retorno para quem está voltando. Tantas emoções, tantos momentos já estão prontos para serem vividos. Agradecer a Deus é uma obrigação, mas é também agradecer a todas as pessoas que todos os dias me deixam ser uma pessoa melhor!

 

Liturgia Diária
Parceiros que nos apoiam
Curtam Nosso Facebook
Cúria

No CTL (Centro de Treinamento de Líderes) de Ruy Barbosa Rua Antônio Novais s/n, Folga, Ruy Barbosa.
(75) 3252-1001

Economato

Segunda a Sexta Feira das 09:00hs às 12:00hs e 14:00hs às 17:hs.
Tel. 075/3252.2106

Chanceler

Atendimento na Quarta Feira das 09:00 hs às 12:00hs.
Tel. 75 99234 0257 / 99820 5286